quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

On reste ici



e são as palavras que te atiram para o fundo de algo por vir
sem malha nem rede a cobrir-te. apenas palavras, versos ou efeitos riscados pelo paladar do caiado vento ao tocar em ti

a prosa de nada de serve quando não se sabe ler ou escutar as vozes incautas que afectam as cores do mundo e o sorriso dos cães com

cio

ontem ou antes vi-nos de mão dada a visitar uma estrela. quero ser contigo e contigo tudo ser sem intervalos.

quero o tudo contigo ate ao fim de tudo. depois de tudo ficamos nós.


dizia o manel* que somos nós o fim que existe em nós. dá-nos poder, sabes. pensar isso, senti-lo, sobretudo. perceber que marcamos a diferença mesmo que permaneçamos em silêncio. e por falar nisso (afinal, o silêncio é falável, dizível, entendível, intelegível), não digas nada. dizer por dizer, senta-te antes aqui e nota
a estrela a ganhar dimensão e fecha os olhos. ficas tu e o teu fim.
eu vou ficando também,



enquanto me deixares.







(*manel cruz)



Pedro Andrade
e Maria Rocha, 2009


---


(Texto I da série de colaborações)

6 comentários:

Tiago Henrique disse...

e colaborações que resultam ;)

Vanessa Lourenço disse...

Great minds think alike, and how I love to be touched byt your endless talent***

delusions disse...

"ontem ou antes vi-nos de mão dada a visitar uma estrela. quero ser contigo e contigo tudo ser sem intervalos.

quero o tudo contigo ate ao fim de tudo. depois de tudo ficamos nós."


encantada...


Bom ano*

JackPidwell disse...

mas ninguem comenta no meu blog... o maria tou tramado ctg,roubas.me aluz toda...
:P
ao menos gostam do nosso texto.
nao ta mau.
pedro

anya disse...

Muito bom, parabéns aos dois ;-)**

m. disse...

Tiago Henrique:

Ainda bem. Ainda bem. Duas vezes. :)

delusions:

Bom Ano para ti também já bem começado. E obrigada pela visita, sempre.

*

JackPidwell:

Se calhar não se aperceberam que pus um link no teu nome para o teu canto. Dunno. E sim, parece que resultou.

anya:

:) Recebidos e agradecidos. *