quinta-feira, 3 de abril de 2008

Iminente



Cada passo é clonado em força. Ou surge uma sombra a pairar que se sente, mas muito pouco. Lamentamos que assim seja. Nesta casa não há temor de explosões e nenhum dos inquilinos se importará se a mobília permanecer destruída dentro das quatro paredes.


Maria Rocha, 2008

2 comentários:

Vanessa Lourenço disse...

Implosões...puf...where are you?...where is everybody?...oh yes, I forgot...they dont matter anymore...*

M.R. disse...

You're my piece of mind. : )*